sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Tokyo



"Tokyo Ano Zero" - editado pela Tinta da China -, de David Peace, é um híbrido entre o policial e o romance histórico, sem nunca tomar partido sério por qualquer um dos géneros. A acção situa-se depois da devastação da Segunda Guerra Mundial, numa cidade sitiada, amedrontada e em ritmo de reconstrução. A trama centra-se à volta do assassinato de várias mulheres, investigados pelo Inspector Minami, imerso numa desintegração profissional e pessoal. A linguagem de Peace é compulsiva, obsessiva, repetitiva, minimal e claustrofóbica, levando-nos na direcção de um brilhante twist. Um estranho objecto literário, algo revelador da cultura e valores nipónicos, a que o Fusco oferece 7 olhos em bico (em 10).

Sem comentários: